"Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão...."

sábado, 4 de junho de 2011

Buscar uma lógica para a dor só nos prende ainda mais a ela. É como tentar morder o próprio rabo – nunca terá fim

 

 

 

 

Seja feliz e pronto!



A idiotice é vital para a felicidade. Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre.

A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins.

No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você.

Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.

Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça? Ha ha ha ha ha ha ha ha!

Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana?

É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar?

Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... A realidade já é dura; piora se for densa. Dura, densa, e bem ruim. Brincar é legal. Entendeu?

Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva.

Pule corda! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte.

Ser adulto não é perder os prazeres da vida – e esse é o único “não” realmente aceitável. Teste a teoria.

Uma semaninha, para começar. Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras.

Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...

Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!

Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus, confie e espere só n’Ele e pra relaxar que tal um cafezinho gostoso agora?

“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios”.

“Por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche”.

Seja você mesmo sempre e viva a vida!

Arnaldo jabor






Bom final de semana e carinho sempre.












9 comentários:

  1. Mais uma pérola de genialidade de Arnaldo Jabor com certeza, beijão Dja :-)

    ResponderExcluir
  2. Excelente texto! Dá que pensar.
    beijo

    ResponderExcluir
  3. Dja,
    vc conseguiu uma foto excepcional que captou o sentido das palavras do Jabor. O sorriso e a descontração da fotografada leva o imaginário a percorrer os passos das palavras escritas pelo jornalista. Por outro lado, as fotos postadas são de uma beleza fascinante levando-nos quase ao devaneio, completadas sempre por um texto de uma exatidão que impressiona pela beleza. Parabéns. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Ótima mensagem, excelente reflexão
    Um bj querida amiga

    ResponderExcluir
  5. Dja... mia cara!!

    Quão bão seria curar a dor sem dor...
    Passando como AMÔnimo, pra te deixar um beijo

    Deusssssssssskiajude
    O não tão amônimo... rss
    Tatto

    ResponderExcluir
  6. Tem toda a razão, neste sermão...
    Quer um exemplo?
    Amanhã, mais de 9 milhões de idiotas vão, na sua maioria, votar em que lhes rouba a renda, a pensão. Pensa que vão ficar tristes? Não, tal como diz, a idiotice é vital para a felicidade (dos que embolsam o capital)

    Boa?

    ResponderExcluir
  7. xiiii..ainda me doi a canela..r..bjs amor ..te adoro..saudades viu..

    ResponderExcluir
  8. passando para deixar um beiiiiiiiiiiiiijo nessa menina.
    saudades
    beijinho

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante o blog !
    É bom ver cada dia que passa mais originalidade nessa Blogosfera
    HAHA ;) !
    Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir...;

    www.bolgdoano.blogspot.com

    Muito Obrigada, desde já !

    ResponderExcluir

"As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz, se não tiver, a gente inventa". Caio F Abreu.