"Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão...."

sábado, 11 de julho de 2015

Se-eu-pudesse-começar-de-novo




A vida é muito curta.
Isto é fatal.
Mas,

se eu pudesse começar de novo,
tomaria certos cuidados que nem sempre tomei: 
Jamais teria permitido que me prendessem,
ainda que em nome do amor.

Teria quebrado as correntes logo no início.
Teria tido menos pressa
e mais coragem.

E nenhum sentimento de culpa.
Daria valor secundário
a todas as coisas secundárias,
e consideraria secundário tudo aquilo
que não tivesse o efetivo poder de causar
mudanças significativas no rumo
da minha vida.

Todas as manhãs começariam
com meditação, orgasmo e frutas leves.

Se pudesse começar de novo,
dançaria muito mais
do que dancei,
e brincaria muito mais do que brinquei.

Minha Vida seria uma festa...
Se pudesse mesmo começar de novo,
seria mais espontâneo.

Seria mais ousado:
A ousadia move o mundo.

Desobedeceria
todas as regras injustas,
e afastaria os preconceitos e a hipocrisia.

Procuraria respeitar sempre
o Deus de cada um.

Teria viajado muito mais do que viajei.
Correria mais riscos.
E teria tido seis milhões de amores profundos...
Se eu pudesse começar outra vez,
iria aprender com os erros dos outros,
e com os acertos também.

Andaria mais leve:
não levaria comigo nada que fosse
apenas um fardo.

Não teria desperdiçado tanta vida
e tanto tempo.

Não teria tentado salvar todo mundo.
Amaria muito mais a liberdade.
Viveria cada minuto
como se Deus
derramasse flores e estrelas na minha cabeça.

Tentaria uma coisa nova
todos os dias.

Em tudo que fizesse colocaria
mais Poesia,
mais Amor, mais Alegria.

E teria feito a opção de ser feliz
muito mais cedo
do que fiz.


Edson Marques

2 comentários:

  1. Olá boa tarde
    Muito bonito esse poema,seguindo seu blog.Tenha um ótimo final de semana

    bjos

    http://framboesafashionista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ao passar pela net afim de encontrar novos amigos e divulgar o meu blog, me deparei com o seu que muito admiro e lhe dou os parabéns, pois é daqueles blogs que gostaria que fizesse parte de meus amigos virtuais.
    Pois se desejar visite o Peregrino E Servo. Leia alguma coisa e se gostar siga, Saiba porém que sempre vou retribuir seguindo também o seu blog.
    Minhas cordiais saudações, e um obrigado.
    António Batalha.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

"As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz, se não tiver, a gente inventa". Caio F Abreu.