"Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão...."

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Ando tão a flor da pele ...










Ando tão à flor da pele
Qualquer beijo de novela
Me faz chorar
Ando tão à flor da pele
Que teu olhar "flor na janela"
Me faz morrer
Ando tão à flor da pele
Meu desejo se confunde
Com a vontade de nem ser
Ando tão à flor da pele
Que a minha pele
Tem o fogo
Do juízo final...

Zeca Baleiro

5 comentários:

  1. .

    Olá!

    Seja muito bem-vinda!

    Agradeço suas palavras. Também gostei do teu cantinho.

    Te sigo!

    Beijos

    .
    .

    ResponderExcluir
  2. um dia eu fui ao supermercado e chorei que a moça do caixa me deu bom dia...

    beijo!

    ResponderExcluir
  3. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    dja

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...


    AFECTUOSAMENTE : OS DESEO UNAS FIESTAS ENTRAÑABLES 2010- Y FELIZ AÑO 2011 CON TODO MI CORAZON….


    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela visita. Que letra legal do Zeca Baleiro e acima também "Viver é afinar o instrumento". Enfim todo o blog. Gostei da intensidade aqui, da personalidade forte, temos pensamentos iguais. Beijos e voltr sempre

    ResponderExcluir
  5. Tem selos de presente pra você no meu blog, passe lá e pegue quantos desejar
    HTTP://ventosnaprimavera.blogspot.com

    ResponderExcluir

"As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz, se não tiver, a gente inventa". Caio F Abreu.